22 de junho de 2017

Informações básicas sobre a internet

Vamos testar o nosso conhecimento sobre questões básicas sobre o uso da internet? Abaixo algumas questões.

1. O que é navegador de internet?
a) Um e-mail.
b) Um programa de mensagens instantâneas.
c) O cara que rema o barco.
d) O programa que permite acessar as páginas de internet.

2. Qual dos nomes abaixo não são contas de e-mail?
a) gmail
b) hotmail
c) yahoo
d) facebook

3. O que é o e-mail?
a) Um serviço de mensagens instantâneas.
b) Um serviço de correio eletrônico.
c) Um site na internet.
d) Um jogo.

4. Qual das alternativas é verdadeira?
a) O WhatsApp é um navegador.
b) Todos os endereços de e-mail obrigatóriamente têm o símbolo @.
c) O Youtube é um site de namoro.
d) O Facebook é um síte de vídeos.

5. Dos sites abaixo, qual deles serve para comprar e vender tudo?
a) Youtube
b) Facebook
c) Yahoo
d) Mail
e) Mercado Livre

6. O famoso site onde as pessoas carregam seus vídeos e todos podem ver se chama:
a) Videoteca
b) Youtube
c) Charges.com
d) Azeitonas Verdes.

7. O twitter é:
a) Uma rede social onde as pessoas podem digitar mensagens de até 140 caracteres para que todos possam ver.
b) Um passarinho da África.
c) Outro nome do Word.
d) Site de vídeos.

8. Se alguém envia um vídeo do youtube para você no facebook, ao clicar nele o vídeo começa:
a) A carregar para você assistir o vídeo.
b) Dá um erro e fecha tudo.
c) Abre uma janela perguntando onde você quer salva-lo e com que nome.
d) Rouba tua senha.

9. Download é:
a) O ato de baixar qualquer arquivo da internet.
b) Enviar vírus para alguém.
c) Cadastrar em um site.
d) Vender produto pirata.

10. WhatsApp é:
a) Uma rede social onde as pessoas podem mandar mensagens.
b) Um aplicativo de mensagens instantâneas para smartphones.
c) Um site para carregar vídeos.
d) Um serviço de correio eletrônico.

11. Os navegadores são a principal porta de entrada da Internet para o usuário comum de computadores desktop. Na lista abaixo são navegadores, exceto:
a) Google Chrome
b) Mozilla Firefox
c) Internet Explorer
d) Twitter

12. Instagran é:
a) Um aplicativo onde é possível tirar fotos com o celular, aplicar efeitos nas imagens e compartilhar com seus amigos.
b) Uma rede social onde as pessoas podem digitar mensagens de até 140 caracteres para que todos possam ver.
c) Um aplicativo de mensagens instantâneas para smartphones.
d) Um serviço de correio eletrônico.

Gabarito:
1)D, 2)D, 3)B, 4)B, 5)E, 6)B, 7)A, 8)A, 9)A, 10)B, 11)D, 12)A

Fonte: http://rede-informatica.blogspot.com.br/2010/03/exercicios-basicos-internet.html
http://www.techtudo.com.br/listas/noticia/2016/01/os-navegadores-de-internet-mais-usados-no-brasil-e-no-mundo.html
http://br.ccm.net/faq/15037-whatsapp-o-que-que-e-isso
https://canaltech.com.br/o-que-e/instagram/o-que-e-instagram/

21 de junho de 2017

Solstício de inverno no hemisfério Sul

O solstício de inverno ocorre quando o Sol atinge a maior distância angular em relação ao plano que passa pela linha do Equador. Embora sua data não seja a mesma em todos os anos, pode-se dizer que ocorre normalmente por volta do dia 22 de Dezembro no hemisfério Norte e 21 de Junho no hemisfério Sul.
O inverno chega nesta quarta-feira, dia 21, às 01h24min trazendo dias mais frios, a noite mais longa do ano e a época mais propícia à observação do céu.
O solstício acontece graças aos fenômenos de rotação e translação do planeta Terra, pois graças a eles a luz solar é distribuída de forma desigual entre os dois hemisférios. O solstício de Inverno significa que a luz do sol não incide com tanto fulgor no hemisfério em questão. São fenômenos opostos dependendo do hemisfério em que um determinado país se encontra. Por esse motivo, quando é inverno no Brasil (hemisfério Sul) é verão em Portugal (hemisfério Norte).
.

Fonte: http://www.sbnoticias.com.br/noticias/150908/com-a-noite-mais-longa-do-ano-inverno-chega-nesta-quarta-feira/
https://www.significados.com.br/solsticio-de-inverno/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Solst%C3%ADcio_de_inverno
Imagens: Wikipedia e 

19 de junho de 2017

Movimentos da Terra: rotação e translação

Geografia física
Movimentos da Terra

O planeta Terra não é estático no universo, assim como acontece com todos os corpos celestes. Ele realiza uma série de movimentos envolvendo a órbita em torno de si mesmo, ao redor do sol, em conjunto com a Via Láctea e com o próprio universo. Portanto, estudar esses movimentos significa entender uma parte da dinamicidade do espaço sideral.
Os principais movimentos da Terra, isto é, aqueles que possuem um efeito direto mais notório em nossas vidas, são a rotação e a translação.
Movimento de rotação

A rotação é o movimento que a Terra realiza em torno de si mesma, circulando ao redor do seu eixo imaginário central durante um período aproximado de 24 horas, com uma velocidade de 1.666 km/h. A rotação ocorre no sentido anti-horário, ou seja, de oeste para leste, o que faz com que o movimento aparente do sol seja de leste (nascente) para oeste (poente). A principal consequência desse movimento é a sucessão dos dias e das noites.
O movimento aparente do Sol - ou seja, o deslocamento do disco solar tal como observado a partir da superfície - ocorre do leste para o oeste. É por isso que, há milhares de anos, o Sol serve como referência de posição: a direção onde ele aparece pela manhã é o leste ou nascente - e a direção onde ele desaparece no final da tarde é o oeste ou poente.
A duração da rotação da Terra é de 23 horas, 56 minutos, 4 segundos e 0,9 décimos, originando a sucessão dos dias e das noites. A velocidade desse movimento é de cerca de 1666 km/h, ou 465 m/s, que é bastante elevada, porém muito inferior à de outros astros do universo. É interessante observar que, nas áreas próximas à Linha do Equador, a velocidade é maior, pois nessa área o raio terrestre é mais longo. Na cidade de Porto Alegre, por exemplo, a velocidade da rotação terrestre cai para 1450 km/h.
O que faz a Terra girar?
Na verdade, o nosso planeta, assim como os demais planetas solares, só gira porque não existe nenhum tipo de força ou resistência capaz de parar a sua rotação, que se perpetua. Acredita-se que, após o surgimento do universo, os corpos celestes colidiram-se (e ainda se colidem) por várias vezes, o que fez com que os elementos constituintes dos planetas mantivessem-se em movimentos giratórios. É importante considerar que nem sempre a rotação dos planetas é no sentido anti-horário, a exemplo de Urano e Vênus, que giram no sentido horário.
E se a Terra parasse de girar?
Se por acaso, de repente, a Terra parasse de girar, a primeira grande consequência seria a força centrípeta exercida sobre nós, que seria responsável por nos “jogar para fora” do planeta em função da lei da inércia e da “freada” brusca do globo.
Além disso, após a parada, o clima certamente seria muito diferente, com um lado da Terra muito quente e o outro muito frio, com tempestades e choques de massas de ar nas zonas de encontro entre o dia e a noite. A existência de vida seria muito dificultada.
Consequências do movimento de rotação da Terra
- Existência dos dias e das noites.
- O movimento aparente do Sol de Leste para Oeste.
- A definição dos pontos cardeais.
- A formação das correntes marítimas.
- Elevação do nível do mar a leste dos continentes.
- Criação do sistema de fusos horários.

Movimento de translação
O movimento de translação é aquele que a Terra realiza ao redor do Sol junto com os outros planetas. Em seu movimento de translação, a Terra percorre um caminho - ou órbita - que tem a forma de uma elipse.
A velocidade média da Terra ao descrever essa órbita é de 107.000 km por hora, e o tempo necessário para completar uma volta é de 365 dias, 5 horas e cerca de 48 minutos.
Esse tempo que a Terra leva para dar uma volta completa em torno do Sol é chamado "ano". O ano civil, adotado por convenção, tem 365 dias. Como o ano sideral, ou o tempo real do movimento de translação, é de 365 dias e 6 horas, a cada quatro anos temos um ano de 366 dias, que é chamado ano bissexto.
Estações do ano
As datas que marcam o início das estações do ano determinam também a maneira e a intensidade com que os raios solares atingem a Terra em seu movimento de translação. Essas datas recebem a denominação de equinócio e solstício.
Para se observar onde e com que intensidade os raios solares incidem sobre os diferentes locais da superfície terrestre, toma-se como ponto de referência a linha do Equador.
As estações do ano estão diretamente relacionadas ao desenvolvimento das atividades humanas, como a agricultura e a pecuária. Além disso, determinam os tipos de vegetação e clima de todas as regiões da Terra. E são opostas em relação aos dois hemisférios do planeta (Norte e Sul).
Quando no hemisfério Norte é inverno, no hemisfério Sul é verão. Da mesma maneira, quando for primavera em um dos hemisférios, será outono no outro. Isso ocorre justamente em função da posição que cada hemisfério ocupa em relação ao Sol naquele período, o que determina a quantidade de irradiação solar que está recebendo.
Durante o inverno, as noites são tanto mais longas quanto mais o Sol se afasta da linha do Equador. É esse afastamento que faz as temperaturas diminuírem. Já durante o verão, os dias são tanto mais longos quanto mais o Sol se aproxima da linha do Equador e dos trópicos. Por isso, as temperaturas se elevam. No outono e na primavera, os dias e as noites têm a mesma duração.
Solstícios e equinócios

Os Solstícios e equinócios são nomes dados aos dias que iniciam algumas das estações do ano. A implantação dessas datas teve como pressuposto a intensidade com a qual os raios solares atingem a superfície terrestre.
Solstício é uma palavra oriunda do latim que significa “parado”. Esse fenômeno acontece no período do ano em que a Terra recebe uma quantidade maior de luz sobre um hemisfério. Os solstícios ocorrem em duas datas do ano: 21 de junho e 21 de dezembro.
No solstício de 21 de junho, dá-se início ao verão no hemisfério Norte, desse modo, os dias são mais longos do que as noites. Já no hemisfério Sul, a data em questão marca o começo do inverno, no qual as noites são mais longas que os dias.
No solstício de 21 de dezembro, inicia-se no hemisfério Norte a estação de inverno, período em que as noites são mais longas que os dias. Já no hemisfério Sul, a data determina o começo do verão, estação em que as noites são mais curtas do que os dias.
Equinócio é uma palavra derivada do latim que significa “noites iguais”. Esse fenômeno acontece quando os raios solares atingem com grande intensidade a zona intertropical, o que favorece uma uniformidade quanto à quantidade de luz e calor recebida pelos dois hemisférios (Norte e Sul). Os equinócios acontecem duas vezes por ano: 20 de março e 23 de setembro.
No equinócio de 20 de março, data que marca o início da primavera, os dias são mais longos do que as noites, isso no hemisfério Norte. Já no hemisfério Sul, a data marca o começo do outono, com noites mais longas do que os dias.
No equinócio de 23 de setembro, dá-se início ao outono no hemisfério Norte, com dias mais curtos que as noites. Já no hemisfério Sul, a data marca o começo da primavera, apresentando noites mais curtas que os dias.
O que são afélio e periélio?
Afélio é o ponto da órbita de um astro em que sua distância em relação ao Sol é máxima. Periélio é o ponto mais próximo de um astro em relação ao Sol. Na Terra, este fenômeno ocorre em janeiro.


Vídeo: Movimento de rotação da Terra
Vídeo: Movimento de translação da Terra


Fontes de consulta (internet)
Fonte (livro): ALMEIDA, Lúcia Marina Alves de: RIGOLIN, Tércio Barbosa. Fronteiras da globalização: o espaço natural e o espaço humanizado. vol. 1.
https://pt.slideshare.net/emersonsantos946/todos-os-movimentos-da-terra

1 de junho de 2017

A guerra fria e o mundo bipolar

Geopolítica

A Guerra Fria e o mundo bipolar
Guerra Fria
Foi uma disputa indireta, porque não ocorreu um confronto direto entre Estados Unidos (EUA) e União Soviética (URSS) e ideológica, porque cada lado, dentro da sua rivalidade, impulsionava também a implantação de um modelo político e ideológico (capitalismo e socialismo).
Foi uma guerra não declarada entre Estados Unidos e União Soviética pelo controle econômico e militar do mundo.
Durante a guerra fria o poder das armas valia mais que o poder do dinheiro.
O contexto da guerra fria acontece logo após o final da Segunda Guerra Mundial (1939/1945), quando boa parte das potências mundiais estavam em processo de reconstrução. Apenas Estados Unidos e União Soviética tinham condições de assumir a hegemonia do mundo, contudo um era obstáculo para o outro. Começa, assim, o clima de tensão e disputa entre os dois países que durou quase meio século, de 1945 a 1991.
As duas potências procuraram manter a hegemonia sobre as suas áreas de influência a qualquer custo. Isso motivou a intervenção de tropas soviéticas na Hungria, em 1956, e na antiga Tchecoslováquia, em 1968, quando esses países tentaram se afastar do domínio soviético.
O governo norte-americano interveio na China, na Coreia e em Cuba, procurando manter a sua hegemonia.
Mas será que todo o mundo era alinhado com Estados Unidos e União Soviética?
Primeira vamos retomar a classificação dos países na época: primeiro mundo, os países capitalistas desenvolvidos; segundo mundo, os países socialistas; terceiro mundo, os países subdesenvolvidos. O grupo de países do Terceiro Mundo era formado pelos países pobres da África, da Ásia e da América Latina.
Na ONU, o bloco do Terceiro Mundo foi formado por países coloniais ou de passado colonial. Esses países tinham como principal objetivo a emancipação econômica, política, social e cultural. Esse grupo de países não alinhados tentou manter uma certa autonomia em relação às disputas entre Estados Unidos e União Soviética.
A doutrina Truman
O presidente Harry S. Truman, no dia 12 de março de 1947, proferiu diante do Congresso Nacional um agressivo discurso, afirmando que os países capitalistas deveriam se defender da ameaça socialista.
A partir dessa declaração se consolidou a Doutrina Truman, e, para alguns estudiosos, começou a Guerra Fria, espalhando pelo mundo uma rivalidade entre capitalistas e socialistas.
Divisão da Alemanha
A Alemanha, junto com Itália e Japão foram os países que perderam a guerra. Os países vencedores dividiram o país em quatro zonas de influência: dos Estados Unidos, da França, do Reino Unido e da União Soviética, logo após o final da guerra, em 1945. A capital, Berlim, também foi dividida em quatro zonas de influência. Em 1949, os países capitalistas (Estados Unidos, Reino Unido e França) fizeram um acordo para integrar suas áreas a República Federal Alemã (RFA). Já o setor soviético passou a ser integrado a República Democrática da Alemanha (RDA). O mesmo aconteceu na capital Berlim.
Organizações e alianças militares criados após a Segunda Guerra Mundial e durante a guerra fria
Organização das Nações Unidas (ONU)

A criação ONU se deu em fevereiro de 1945, na cidade de São Francisco, EUA, como resultado das conferências de paz realizadas no final da Segunda Guerra Mundial. Assinaram inicialmente a Carta das Nações Unidas 50 países, excluindo os que haviam feito parte do Eixo (Alemanha, Itália e Japão). O objetivo da ONU era a de manter a paz mundial.
Plano Marshall (1947)

Plano para reconstrução econômica dos Estados Unidos para os países da Europa ocidental destruídos pela guerra. Esse plano surgiu a partir da Doutrina Truman. Recuperando e fortalecendo os países europeus, os Estados Unidos impediriam o avanço do socialismo na Europa ocidental.
Conselho para Assistência Econômica Mútua - Comecon (1949)
Foi uma resposta soviética ao Plano Marshall, visava a integração e cooperação econômica entre a União Soviética (URSS) e os países do Leste europeu.
Organização do Tratado do Atlântico Norte – OTAN (1949)

Aliança militar que visava garantir a segurança mútua contra uma expansão maior do socialismo na Europa.
Com o final da guerra fria, os objetivos da Otan mudaram, uma vez que não há mais o inimigo soviético para ser combatido. Hoje, a Otan é uma organização que visa a segurança dos países membros, entre os quais estão incluídas nações do antigo Leste europeu.
Pacto de Varsóvia (1955)

É a resposta soviética à criação da OTAN. Aliança militar entre a União Soviética e os países socialistas do Leste europeu. Extinto em 1991, esse Pacto funcionou como um instrumento de manutenção do regime nos países satélites do que como defesa contra o capitalismo.
A corrida armamentista
Esta foi a questão central do período da guerra fria, que envolveu diretamente os Estados Unidos e a União Soviética na corrida atômica e na conquista espacial. A nação que primeiro desenvolvesse a tecnologia nuclear e conquistasse o espaço seria considerada a mais avançada cientificamente.
Os Estados Unidos iniciaram a corrida nuclear lançando bombas atômicas sobre as cidades japonesas de Hiroshima (6 de agosto de 1945) e Nagasaki (9 de agosto de 1945), para forçar a rendição do Japão no final da Segunda Guerra e ao mesmo tempo demonstrar sua superioridade. Só em 1949, a União Soviética conseguiu fabricar sua primeira bomba atômica.
O poder destrutivo das armas nucleares, químicas e biológicas, capazes de destruir a humanidade, impediu um confronto direto. Apesar disso, soviéticos e norte-americanos se enfrentaram indiretamente através de seus aliados, em diferentes regiões, ao longo de vários anos.
A corrida espacial
Os soviéticos saíram na frente na frente na corrida espacial com o lançamento do Sputnik I, o primeiro satélite artificial a ser colocado em órbita, em 4 de outubro de 1957. O sucesso da missão gerou uma crise entre os norte-americanos, que culminou no início da corrida espacial durante a guerra fria. O lançamento do Sputnik trouxe desenvolvimento político, militar, tecnológico e científico.
Sputnik I
Em janeiro de 1958, os Estados Unidos lançaram o satélite Explorer.
O primeiro homem a viajar pelo espaço foi o soviético Yuri Gagarin, em 12 de abril de 1961, a bordo da nave Vostok-1.
Yuri Gagarin
A chegada do homem à Lua – 16 de julho de 1969, a nave Apollo 11, levou à órbita da Lua, os astronautas Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins. Em 20 de julho de 1969, Armstrong entrou para a história como o primeiro ser humano a pisar na superfície lunar.
Neil Armstrong
Em 1971, os soviéticos lançaram o Projeto Salyut, que previa a construção de uma estação espacial. Em 1973, os Estados Unidos lançaram o Skylab, estação experimental que acabou se desintegrando em contato com a atmosfera, quando a Nasa perdeu o controle da sua órbita.
Embora a corrida espacial tenha terminado oficialmente em 17 de julho de 1975, os Estados Unidos e a União Soviética continuaram seus programas espaciais.
O fim da guerra fria
O mundo bipolar começou a ruir com uma grave crise econômica dos países socialistas nos anos 1980. Causas: falta de concorrência, baixos salários e falta de produtos.
Queda do Muro de Berlim – ocorreu em 9 de novembro de 1989, com a crise do sistema socialista no leste da Europa e o fim desse sistema na Alemanha Oriental.
Em 25 de dezembro de 1991 tem fim a URSS, fazendo surgir 15 novos países.
Com o desmantelamento dos velhos rivais, os Estados Unidos não tinham mais a quem combater. Estava desmontada uma ordem mundial que durou quase cinquenta anos.

Sua Pesquisa - Fim da Guerra Fria, Geografando com a Rose - O mundo bipoloar e a guerra fria, Universia ENEM - O Mundo Dividido: A Guerra Fria, Wikipédia - Comecon.
Fonte - livro: ALMEIDA, Lúcia Marina Alves de & RIGOLIN, Tércio Barbosa. O espaço geográfico globalizado. v.2.
Vídeo: Novo Telecurso - O mundo do pós-guerra
Imagens: Pixabay e Wikipédia.

27 de maio de 2017

Questões sobre orientação - rosa dos ventos

Trabalhei com esses exercícios em sala de aula. Na maior parte deles fiz algumas adaptações de exercícios que encontrei na internet. No final do post o nome dos sites que consultei para fazer os exercícios. O gabarito eu fiz, já que em um dos sites o autor não coloca as respostas.

1 - Levando-se em consideração que, no dia em que esta foto foi tirada, o Sol se pôs exatamente atrás da estátua do Cristo Redentor, podemos AFIRMAR que:
a) o Pão de Açúcar está situado ao norte da parte frontal da estátua do Cristo Redentor.
b) o braço direito do Cristo Redentor está apontando para a direção sul.
c) o leste está na direção da parte de trás da estátua do Cristo Redentor.
d) a enseada de Botafogo está ao sul da parte frontal da estátua do Cristo Redentor.
e) o braço esquerdo do Cristo Redentor está apontando para a direção oeste.


2 - Observe com atenção o desenho a seguir.

De acordo com o desenho, considerando que são 18 horas, se a bola for chutada do centro em direção aos pontos A, B e C respectivamente, as direções percorridas serão:
a) oeste, sul, sudeste
b) leste, sul, sudoeste
c) oeste, norte, noroeste
d) sul, leste, noroeste
e) leste, norte, noroeste

3 - A orientação pelo Sol está baseada no seu movimento aparente – é a Terra que gira em torno do seu próprio eixo (movimento de rotação da Terra), é por isso que afirmamos ser um movimento aparente. Esse astro aparece, não exatamente na mesma posição, que varia no decorrer do ano, mas de um mesmo lado, e põe-se no lado oposto. 
Com base nessas informações e observando o desenho abaixo, marque a alternativa correta:
a) Considerando que o Sol nasce no ponto 4, entre os pontos 2 e 3 temos o ponto Sudoeste.
b) Considerando que o Sol nasce no ponto 4, entre os pontos 1 e 4 temos o ponto Sudeste.
c) Considerando que o Sol nasce no ponto 4, entre os pontos 1 e 3 temos o ponto Nordeste.
d) Considerando que o Sol nasce no ponto 4, no ponto 1 temos o ponto cardeal Norte.

4 - Observe a figura, na qual algumas pessoas estão observando o pôr do sol:
Levando-se em consideração os pontos cardeais, marque a alternativa correta:
a) Maria localiza-se a oeste de Lucas.
b) Lucas localiza-se a oeste de Rafael.
c) Lucas localiza-se ao sul de Pedro.
d) Rafael localiza-se a leste de Maria.
e) Pedro localiza-se ao norte de Rafael.

5 - Observe o mapa abaixo:
Identifique:
a) O continente que está ao norte da África: Europa
b) O continente que está ao sul da África: Antártida
c) O continente que está a leste da Europa: Ásia
d) O continente que está a oeste da Oceania: África

6 - Observe a planta da cidade de João Pessoa:
Esse mapa apresenta uma trajetória, assinalada em linha reta, entre o Hotel Tambaú (Ponto A) e o Estádio José Américo (Almeidão – Ponto B). Partindo-se do ponto A para o ponto B, o trajeto ocorre na direção:
a) Nordeste – Sudoeste
b) Noroeste – Sudeste
c) Nordeste - Sudeste
d) Sudoeste – Nordeste
e) Leste – Oeste

Fonte: Geografalando (adaptada), Klick Educação - simulado, Brainly

13 de maio de 2017

Feliz Dia das Mães!

Feliz Dia das Mães à todas as colegas mães, profissionais, amigas, batalhadoras, que fazem dupla ou tripla jornada de trabalho e nem sempre valorizadas. Todos os dias são dias de uma mãe, movemos o mundo para dar o nosso melhor aos nossos filhos, para transformá-los em pessoas melhores, solidárias, com compaixão. E geralmente transferimos para a sala esse anseio e nos responsabilizamos em também transformar nossos alunos e alunas em pessoas melhores.
Feliz Dia das Mães!!!

8 de maio de 2017

Sistemas Econômicos - Socialismo

O socialismo surgiu no século XIX com o objetivo de se contrapor ao sistema capitalista, tendo em vista que as condições da classe trabalhadora durante o período da Primeira Revolução Industrial eram terríveis. A experiência comunista idealizada por Marx nunca se concretizou, uma vez que no comunismo puro não haveria Estado (governo) e tudo seria dividido entre todos. O que existiu foi o socialismo real que vigorou no mundo a partir da criação da URSS, em 1922, que teve a queda no final dos anos 1980.
Esse trabalho é sobre sistemas econômicos, das aulas de geografia do ensino médio.

4 de maio de 2017

Capitalismo Informacional - Era da tecnologia da informação

O Capitalismo Informacional é a etapa atual do Capitalismo Financeiro, quando as inovações tecnológicas e avanços científicos são colocados a serviço da produção. Grande avanço das comunicações e dos sistemas de transportes.
A Terceira Revolução Industrial é a mais recente dinâmica de transformação dos sistemas produtivos, que está sendo vivenciada nos dias atuais. Cada novo aparelho tecnológico descoberto e lançado no mercado é, dessa forma, um novo capítulo dentro desse episódio histórico.

27 de abril de 2017

Capitalismo Financeiro - Fase da especulação monetária

O Capitalismo Financeiro representa a fase do sistema capitalista marcada pela especulação monetária e pelo maior peso do setor bancário na economia.
Esse período é marcado pelo surgimento de muitas das grandes corporações da atualidade, é o período em que vai haver as fusões de empresas com o objetivo de dominar o mercado.
Esse vídeo complementa o anterior, Capitalismo Industrial - O mundo não será mais o mesmo.
Bolsa de Valores de New York (Imagem: Pixabay)
Fonte - livro: SENE, Eustáquio de & MOREIRA, João Carlos. Espaço geográfico e globalização. vol. 2. São Paulo, Scipione, 2014.
Fonte - internet: Mundo Educação - Capitalismo Financeiro.

24 de abril de 2017

A mão de obra infantil na Revolução Industrial

Esse vídeo mostra o trabalho do sociólogo e fotógrafo norte americano, Lewis Hine, que denunciou através das suas fotografias, as terríveis condições de trabalho das crianças durante a Segunda Revolução Industrial, como jornadas de trabalho longas de até 16 horas por dia, poucas horas de sono, o que frequentemente ocasionava acidentes e até mortes.
O trabalho e a denúncia de Lewis Hine foi muito importante para que legislações fossem criadas nos Estados Unidos para proteger as crianças.
No mundo, a exploração do trabalho infantil ainda existe, sob as mais diversas alegações.

22 de abril de 2017

Nosso lindo planeta azul - Dia da Terra

Hoje, dia 22 de abril, é o Dia da Terra. Esse dia foi criado para sensibilizar as pessoas sobre os problemas enfrentados por nosso planeta.
Esse vídeo é uma singela homenagem ao nosso planeta, nosso lar! Vamos cuidar bem dele!!! Vamos fazer a nossa parte com pequenas ações no nosso dia a dia, como reutilizar materiais, usar produtos de limpeza ecológicos que você mesmo pode fazer.
Atualmente, o Dia da Terra é comemorado por aproximadamente mais de 500 milhões de pessoas ao redor de todo o mundo.
A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - Unesco intitula esta data como "Dia Internacional da Mãe Terra".

Atividades para o Dia da Terra

No Dia da Terra a sensibilização para os problemas que o planeta enfrenta é essencial. Experimente essas dicas de atividades para pôr em prática durante o Dia da Terra:
Plante uma árvore típica da sua zona;
Pinte um desenho do planeta Terra;
Incentive a reciclagem;
Reutilize materiais como plásticos e papelões para criar objetos recicláveis;
Faça uma limpeza na escola;
Pinte um muro com motivos ecológicos;
Use menos energia, desligue as luzes quando possível.

Apagar as Luzes no Dia da Terra

Em alguns lugares, surgem campanhas que incentivam as pessoas a desligarem as luzes durante um minuto no Dia da Terra, como forma de consciencializar as pessoas para um gasto menor de eletricidade.
É um evento parecido com a Hora do Planeta, que ocorre normalmente no último sábado do mês de março, e que propõe exatamente a mesma intenção. (Fonte: Calendarr Portugal)

21 de abril de 2017

Capitalismo Industrial - O mundo não será mais o mesmo

O Capitalismo Industrial corresponde à primeira fase da Revolução Industrial. Foi um período de enormes transformações no campo econômico, político e social, inicialmente na Inglaterra (Reino Unido a partir de 1707) e que depois vão se difundir pelo mundo. É preciso destacar o trabalho realizado pelos operários na época, em condições degradantes e insalubres, principalmente a exploração do trabalho infantil.
Esse vídeo é muito importante para a compreensão do assunto, assim como os dois anteriores: Sistemas econômicos - Capitalismo e Capitalismo Comercial. O primeiro aborda o capitalismo mostrando as características gerais, o segundo mostra como foi o capitalismo comercial e como foram criadas as condições para essa fase do vídeo de hoje, O capitalismo Industrial,  e como ele mudou o mundo de forma radical. Mudanças essas que continuam até hoje.
Gostaria de ouvir a opinião se vocês! Um abraço!

18 de abril de 2017

Movimento de translação da Terra

O movimento de translação é um dos mais importantes movimentos que a Terra realiza.
Esse vídeo apresenta animações para melhor compreensão do assunto, que mostra o movimento de rotação da Terra e dos outros planetas do nosso sistema solar e também que mostra quando é verão e inverno nos polos Norte e Sul.

16 de abril de 2017

O Universo

Desde a antiguidade existe a busca humana pelo cosmos. "Explorar o espaço não é um desejo recente. O céu sempre foi uma atração especial para o homem. Desde os primórdios da raça humana, o Sol, a Lua e os demais astros visíveis exerceram enorme fascínio sobre nós. Eram Deuses. Causavam medo e ao mesmo tempo admiração. Entretanto, a regularidade dos dias, das fases Lunares e a posição das demais estrelas no céu foram, ao longo do tempo, gradualmente sendo assimiladas e registradas. Isto faz da Astronomia a mais antiga das ciências".
Temos ainda um longo caminho a percorrer para tentar entender o que realmente é o universo e seus mistérios.

14 de abril de 2017

Movimento de Rotação da Terra

Olá colegas!
Fiz esse vídeo bem simples, que serve como uma introdução ao assunto movimentos da Terra, que eu trabalho no 1º do ensino médio. Ele poderá ser aprofundado conforme o grau em que se encontra o aluno. Podemos usar outros vídeos que façam simulações completas para que o assunto possa ser melhor compreendido.

13 de abril de 2017

Capitalismo Comercial

O capitalismo é um assunto complexo que envolve um processo que durou vários séculos. A fim de estudar o desenvolvimento do capitalismo, produzi esse vídeo para explicar, de forma resumida, o que foi o capitalismo comercial, suas origens e como ele possibilitou o acúmulo de capitais para os países europeus, que enriqueceram através do comércio e exploração de suas colônias. E foi justamente esse acúmulo de capitais que fez com que houvesse o capitalismo industrial, considerado por alguns autores como o verdadeiro capitalismo.
Não podemos nos esquecer que o Brasil foi fruto dessa exploração, já que foi uma colônia de exploração de Portugal.
Esse vídeo foi produzido para as minhas aulas de geografia do ensino médio, mas ficaria muito honrada se outros professores pudessem utilizá-lo para as suas aulas.
Mais vídeo de geografia no canal Regina Bolico.

11 de abril de 2017

Reciclagem e meio ambiente

Olá amigos e amigas do blog Regininha!!!
Hoje trago um vídeo sobre reciclagem e meio ambiente.
É uma publicação do blog Ambiente de Luz, mas trago ele aqui hoje para divulgar esse outro trabalho que faço em um blog ambiental e também para divulgar o meu canal no YouTube Regina Bolico.
Gostaria muito de saber a opinião de vocês. Um abraço!!!

10 de abril de 2017

Sistemas Econômicos - Capitalismo

O capitalismo vem se transformando desde as suas origens, na Europa.
Para melhor entender o conteúdo, que é vasto e complexo, e ao mesmo tempo faz parte do nosso dia a dia, é que esse vídeo foi elaborado. Ele mostra as características gerais do capitalismo, e serve como uma aula introdutória ao assunto.
As quatro fases do capitalismo (comercial, industrial, financeiro e informacional) serão estudadas separadamente.
O objetivo é que esse vídeo possa ser utilizado em sala de aula por professores de todo o Brasil e de fora do país.
Gostaria muito de saber a opinião de vocês.

8 de abril de 2017

A geografia dos transportes

Olá amigos e amigas do blog Regininha! Sejam sempre bem vindos(as)!!!
Hoje trago mais um trabalho para utilizar em nossas aulas. É sobre a geografia dos transportes.
Os transportes no ensino da geografia é muito importante, porque é entendendo o funcionamento e as características dos sistemas de transportes que podemos entender a evolução das sociedades. Um exemplo disso, é que o Brasil, mesmo sendo um país de dimensões continentais, prioriza o sistema rodoviário, que é antieconômico e poluente, enquanto as ferrovias se encontram em completo abandono.
É urgente que o Brasil diversifique o seu sistema de transporte a fim de deixar de priorizar o transporte rodoviário.

6 de abril de 2017

As paisagens no espaço geográfico

Olá colegas!!!
Aqui vai mais um vídeo da série que estou fazendo para a geografia do 1º ano do ensino médio. Como os demais, é um vídeo curtinho, mas que dá o seu recado. Espero que gostem!

1 de abril de 2017

Espaço geográfico modificado - o antes e depois de alguns lugares

Olá colegas!
Fiz o vídeo para mostrar as transformações no espaço geográfico feitas pelos seres humanos,  a partir de imagens que mostram o antes e o depois em alguns lugares. Gostaria que vocês ficassem atentos ao fato de que, em grande parte, a intervenção humana agrediu e destruiu áreas muito importantes e belas.
O jornalista e escritor Carlos Reverbel gostava de relatar a reação que o aterro do Guaíba gerou em um antropólogo norte-americano que esteve em Porto Alegre durante as obras. "Vocês estão estragando uma das paisagens mais bonitas do mundo. É pena que não se possa comprar a paisagem e transportá-las para países que saibam admirá-las e preservá-las".
Essas e outras modificações no espaço geográfico são mostradas no presente vídeo.
Espero que gostem!
As transformações mais radicais e velozes ocorrem na paisagem urbana.
Um exemplo é o lago Guaíba, que teve uma boa parte aterrada, o que destruiu uma belíssima baía que existia anteriormente.


18 de março de 2017

Os manguezais

Imagem: Galeria de deltafrut
Manguezais são terras planas, baixas e lamacentas, localizadas nas costas litorâneas das regiões tropicais, junto aos desaguadouros dos rios, no fundo de baías e nas enseadas. Estando em terrenos baixos e em contato com o mar, os manguezais contêm águas de baixo ou médio teor de salinidade. Os bosques de mangues, fixados sobre terreno lamacento, apresentam características muito particulares, como: temperaturas tropicais; área constantemente sob o controle e o fluxo das marés, que são de grande amplitude; depósitos volumosos de silte e areia fina, argila e grande quantidade de matéria orgânica, todos materiais típicos das áreas tropicais; baixos níveis de energia cinética.

Os manguezais localizam-se na sua maioria fora dos litorais de mar aberto. Estão sempre associados às áreas de fortes mares, porém abrigados dos fortes ventos e das ressacas; caracterizam-se por uma vegetação halófita tropical de mata, com algumas poucas espécies especiais que crescem na vasa marítima da costa ou no estuário dos rios. Os manguezais de todo o mundo ocupam uma área de aproximadamente 20 milhões de hectares, distribuídos principalmente nas latitudes intertropicais. No Brasil, os manguezais espalham-se por toda a faixa litorânea, desde o Amapá até Santa Catarina.
      
Os manguezais são ecossistemas importantes  para as populações que vivem fixadas ao longo do litoral, por causa da grande quantidade de crustáceos, moluscos e peixes que vivem nos mangues.
As porções mais ricas em vida marinha são as situadas junto às costas dos manguezais. Por essa razão, são vitais para a fauna e a flora marinha. Além disso, os manguezais formam extensos reservatórios que podem minimizar a ação de ventos fortes, como os ciclones.
Floresta de guarás . Imagem: BiosLogos


Esse post foi publicado originalmente em 30/05/2010 no meu blog que aborda temas ambientais, o Ambiente de Luz.

Fonte - livro: SCARLATO, Francisco Capuano e PONTIN, Joel Arnaldo. Do nicho ao lixo: ambiente, sociedade e educação.


13 de março de 2017

O que é geografia?

A geografia é o estudo do espaço geográfico.
Mas o que é esse espaço?
É o local ou meio onde vivem os seres humanos: a superfície terrestre.
Assim, o campo de estudo da geografia é o espaço da sociedade humana, em que homens e mulheres vivem e, ao mesmo tempo, produzem modificações que o (re)constroem permanentemente. Indústrias, cidades, agricultura, rios, solos, climas, populações, todos esses elementos ¬ além de outros ¬ constituem o espaço geográfico, isto é, o meio ou a realidade material em que a humanidade vive e do qual é parte integrante.
Tudo nesse espaço depende do ser humano e da natureza. Esta última é a fonte primeira de todo o mundo real. A água, a madeira, o petróleo, o ferro, o cimento e todas as outras coisas que existem nada mais são que aspectos da natureza. Mas o ser humano reelabora esses elementos naturais ao fabricar plástico a partir do petróleo, ao represar rios e construir usinas hidrelétricas, ao aterrar pântanos e edificar cidades, ao inventar velozes aviões para encurtar as distâncias.
Assim, o espaço geográfico não é apenas o local de morada da sociedade humana, mas principalmente uma realidade que é a cada momento (re)construída pela atividade do ser humano.
As modificações que a sociedade humana produz em seu espaço são hoje mais intensas que no passado. Tudo o que nos rodeia se transforma rapidamente. Com a interligação entre todas as partes do globo e com o desenvolvimento dos transportes e das comunicações, passa a existir um mundo cada vez mais unitário. Pode-se dizer que, em nosso planeta, há uma única sociedade humana, embora seja uma sociedade  plena de desigualdades e diversidades.
Os "mundos" ou as sociedades isoladas, que viviam sem manter relações com o restante da humanidade, cederam lugar ao espaço global da sociedade moderna.
Na atualidade, não existe nenhum país que não dependa dos demais, seja para o suprimento de parte das suas necessidades materiais, seja pela internacionalização da tecnologia, da arte, dos valores, da cultura.
Uma guerra civil, fortes geadas com perdas agrícolas, a construção de um novo tipo de computador, a descoberta de enormes jazidas  petrolíferas, enfim, um acontecimento importante que ocorra numa parte qualquer da superfície terrestre tem repercussões em todo o conjunto do globo. Muito do que acontece em áreas distantes acaba nos afetando de uma forma ou de outra, mesmo que não tenhamos consciência  disso. Não vivemos mais em aldeias relativamente independentes, como nossos antepassados longínquos, mas num mundo interdependente e no qual as transformações se sucedem numa velocidade acelerada.

Exemplo de reelaboração dos recursos da natureza feitas pelos seres humanos
Usina São Simão - GO
O represamento de um rio para a construção de uma usina hidrelétrica.
(Imagem: usina São Simão - Portal Brasil)
Aterro do Guaiba - Porto Alegre
O lago Guaiba (por muitos anos chamado de rio Guaiba), em Porto Alegre, sofreu sucessivos aterros, o que gerou impactos negativos na paisagem, já que ilhas foram engolidas e perdeu-se uma bela baía. 

Fonte - livro: VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. Ática, 2011.

22 de fevereiro de 2017

Questões sobre introdução ao conhecimento geográfico

01.(UFPE) “O tratamento dos aspectos físicos do planeta ou, como querem alguns, do quadro natural, não faz da geografia e nem da geografia física uma ciência natural, biológica ou da terra; ela é, acima de tudo, uma ciência do espaço e é aí que encontramos sua característica fundamental. Enquanto divisão geral das ciências, ela se encontra indubitavelmente entre as ciências humanas e é ali o seu lugar correto, haja vista possuir como objetivo primeiro o estudo do jogo de influências entre sociedade e natureza na organização do espaço.”   (MENDONÇA, Francisco. Geografia Física: Ciência Humana? Ed. Contexto, 1989)

Após a leitura do texto, pode-se afirmar que o autor:

a) considera que a Geografia, por ser uma ciência do espaço, não mantém relações com as ciências naturais, que se dedicam ao estudo da estruturação natural das paisagens.
b) defende que a Geografia é uma ciência humana, mas, mesmo assim, não pode ser considerada uma ciência social porque também estuda a estruturação do quadro natural.
c) só considera como análise geográfica a interpretação das interferências do quadro natural sobre a produção do espaço geográfico.
d) defende que o objetivo central da ciência geográfica é a análise da produção do espaço a partir das relações entre a sociedade e o meio natural.
e) concorda com o fato de que a Geografia é apenas uma disciplina e não uma ciência natural, biológica ou da Terra.

02. (UFPE) Vamos supor que um determinado pesquisador escreveu o seguinte texto sobre a Amazônia brasileira.

“A Amazônia brasileira, uma das principais regiões do País, está fadada ao subdesenvolvimento. O distanciamento físico entre ela e as demais regiões e as condições naturais extremamente adversas impedem ou dificultam consideravelmente qualquer tentativa governamental de promover o crescimento econômico regional. É praticamente impossível pensar em desenvolvimento num espaço geográfico caracterizado por um clima com elevadas temperaturas médias mensais, uma umidade relativa do ar excessiva e solos bastante lixiviados.”

Esse pesquisador está defendendo ideias que podem ser consideradas como nitidamente:

a) marxistas.
b) possibilistas.
c) neo-liberais.
d) neo-malthusianas.
e) deterministas.

03. (UFPE) “Os fatos da realidade geográfica estão intimamente ligados entre si e devem ser estudados em suas múltiplas relações. Não basta estudar isoladamente os diversos fenômenos que compõem a realidade; eles estão ligados uns aos outros.” Este é o princípio geográfico conhecido como:

a) Princípio de Conexão.
b) Princípio do Atualismo.
c) Princípio de Atividade.
d) Princípio do Criticismo.
e) Princípio da Complexidade Crescente

04. (UFPE) “Este princípio, enunciado por Jean Brunhes, chamava atenção para o fato de que os fatores físicos e humanos, ao elaborarem as paisagens, não agiram separada e independentemente, havendo uma interpenetração na ação dos vários fatores físicos entre si, e ainda dos dois grandes grupos de fatores. Na elaboração das paisagens, nenhum dos fatores físicos ou humanos age isoladamente; a ação é sempre feita de forma integrada com outros fatores.” (Manuel Correia de Andrade, Geografia Econômica)

O princípio da Geografia a que o autor faz referência é o:

a) Princípio da Extensão.
b) Princípio da Conexão.
c) Princípio da Analogia.
d) Princípio das Causas Atuais.
e) Princípio da Uniformidade dos Fatos Geográficos.

05. (COVEST) A aplicação do método geográfico com seus princípios é feita por Josué de Castro em seu livro Geografia da Fome, quando o autor identifica, no Brasil, a presença de 05 áreas alimentares: a Amazônica, o Nordeste Açucareiro, o Sertão Nordestino, o Centro-Oeste e o Extremo Sul, constatando a presença, nessas áreas, de fome endêmica, de epidemias de fome e de subnutrição. Analise as proposições abaixo, que dizem respeito à aplicação desses princípios do método geográfico feita pelo autor.

0-0) Quando localiza e mapeia as regiões alimentares, estabelecendo os seus limites, Josué está desenvolvendo o princípio da Extensão, formulado por  Frederico Ratzel.
1-1) Ao analisar as razões que levam à fome na área Amazônica,  estabelecendo relações de causa e efeito, Josué aplicou o princípio da Casualidade.
2-2) Ao comparar a fome endêmica presente na área Amazônica e no Nordeste Açucareiro com a fome existente no Sertão Nordestino, identificando semelhanças e diferenças, o autor está desenvolvendo o princípio da Analogia ou      da Geografia Geral, enunciado por Karl Ritter.
3-3) A conexidade está presente em seu livro, quando identifica a interligação e a interpenetração existentes na ação dos vários fatores físicos e humanos entre si.
4-4) O princípio da atividade é desenvolvido por Josué quando ele menciona os diferentes tipos de atividades econômicas que são desenvolvidas pelas populações das regiões por ele tratadas.
VFVVF 

06. (UPE)
“Esse autor, porém, traria a grande contribuição para a formulação esquemática do conhecimento geográfico, com seu livro Antropogeografia e com a propagação das ideias deterministas, que consideravam a existência de uma grande influência do meio natural sobre o homem. De formação antropológica, ele foi bastante influenciado pelas ideias evolucionistas de Charles Darwin e Ernest Haeckel, admitindo que, na luta pela vida, venceriam sempre os mais fortes e que a vitória dos mais fortes, dos mais aptos sobre os mais fracos era o resultado lógico da luta pela vida”
(ANDRADE, Manuel Correia de. Geografia Econômica. São Paulo: Ed. Atlas, 1987).

O texto está se referindo ao seguinte pensador da Geografia

A) Frederich Engels.
B) Pierre George.
C) André Cholley.
D) Alexander Von Humboldt.
E) Frederico Ratzel.

07. (UPE) Considere o texto a seguir:

“Da passagem do século até os anos da Segunda Guerra Mundial, a Geografia viveu um período de grande florescimento cultural que podemos caracterizar como da “Geografia Clássica”, em que pontificaram os grandes chefes de escola. O seu início foi marcado pelos debates que resultaram na total refutação do determinismo geográfico”. (BERNARDES, Nilo. Geografia e Desenvolvimento)

O que significa “determinismo geográfico”?

A) Trata-se de um princípio geográfico que leva em consideração apenas a ação do homem sobre o meio natural.
B) Trata-se de uma escola geográfica que defende a ideia de que o crescimento da população deve ser controlado pelo Estado.
C) Trata-se de uma corrente da Geografia que considera as condições naturais como determinantes do desenvolvimento ou não do espaço geográfico.
D) Trata-se de um princípio da chamada Geografia Marxista que vê na natureza a causa principal do desenvolvimento econômico do espaço geográfico.
E) Trata-se de uma tendência da Geografia que considera que a sociedade pode vencer as adversidades naturais.

08. (UFPE) A Geografia, como ciência, possui um método próprio de análise, o chamado método geográfico, que se baseia em cinco princípios. Com relação a esses princípios, analise as proposições abaixo.

0-0) O princípio da Extensão foi enunciado por Frederico Ratzel e, de acordo com o mesmo, o geógrafo, ao estudar uma determinada área, deve, primeiramente, utilizando-se de um mapa, localizá-la, identificando os seus limites.
1-1) A Analogia foi o princípio enunciado por Vidal de la Blache.
2-2) Na causalidade, o geógrafo, ao observar um fato, deve identificar as causas que levam à sua existência, procurando estabelecer as relações de causa e efeito.
3-3) Na Conexidade, o estudioso de Geografia verifica que os fatores físicos e humanos não agem de forma isolada na formação de uma paisagem, existindo, pois, uma inter-relação entre eles. Estes fatores agem de maneira integrada.
4-4) Jean Brunhes formulou o princípio da Atividade, no qual assinala que a paisagem não é estática mas está em constante transformação e é, portanto, dinâmica.
VVVVV

09. (UVA)"Nos últimos anos, a ciência geográfica tem passado por grandes mudanças conceituais e metodológicas. Esse processo evolutivo, hoje, já nos fornece a ideia de que a Geografia, busca a partir das relações entre os homens e destes com a natureza no decorrer dos tempos, a explicação da organização do espaço."

Com relação a introdução à Geografia, seus métodos, concepções, princípios e evolução, analise as frases abaixo e coloque V nas verdadeiras e F nas falsas
(  ) O espaço geográfico nada mais é do que a paisagem em sua totalidade – a configuração territorial acrescida a sociedade.
(  ) . O princípio da causalidade é a própria lei de causa e efeito, característica de todas as ciências. O princípio da causalidade foi defendido, em Geografia, por Humboldt.
(  ) Friedrick Ratzel, defendeu o possibilismo geográfico.
(  ) O determinismo é um princípio radical e fatalista, empregado eventualmente em algumas situações, porém, não sempre e nem em todas.
(  )  Estudar geograficamente o mundo é essencialmente investigar a dinâmica social que está por trás das paisagens ou formas espaciais.

A sequência, de cima para baixo, é:

a)  F, V, V, V, V
b)  V, F, F, V, F
c)  V , V, F, V, V
d)  F, F, V, F, F

10. (UVA/RJ) Sobre a Geografia, seus métodos, seus procedimentos, suas abordagens não é verdadeiro afirmar que:

a) A Geografia Tradicional tem por base metodológica a teoria marxista.
b) O espaço geográfico é fruto da dinâmica social (relação homem, natureza e trabalho) que se diferencia de acordo com a formação historia, no espaço e no tempo.
c) A Geografia ao longo de sua trajetória tem vivenciado avanços e recuos. Hoje, pode-se dizer que a Geografia apresenta grandes avanços metodológicos permitindo compreender a dinâmica e as contradições sociais do espaço geográfico.
d) A sala onde você esta fazendo esta prova para concorrer a uma vaga do vestibular, contem natureza transformada pelo trabalho social. Olhe para as paredes, carteiras e demais objetos ao seu redor e percebera isto. Quase tudo que nos cerca é o resultado do trabalho social sobre a natureza, inclusive o espaço geográfico, objeto de estudo da Geografia.

11. (UVA) "A geografia conheceu, num passado recente, um movimento vigoroso de renovação teórica, que exercitou com radicalidade a crítica às perspectivas tradicionais e introduziu novas orientações metodológicas no horizonte de investigação dessa ciência."

Analise as alternativas abaixo que tratam das concepções, escolas e evolução da Geografia.

I. Sendo a Geografia uma ciência de transformação e elaboração do espaço, a mesma faz uma interconexão entre o espaço da produção, circulação e ideias no decorrer do tempo histórico.
II. A principal mudança no ensino da geografia é a passagem, que ainda ocorre, de uma geografia tradicional e descritiva voltada para a memorização, para uma geografia crítica preocupada com o raciocínio e o espírito crítico do aluno.
III. O principal livro de Friedrich Ratzel, denomina-se Antropogeografia – fundamentos da aplicação da Geografia à História; pode-se dizer que esta obra funda a Geografia Humana. Nela, Ratzel definiu o objeto geográfico como o estudo da influência que as condições naturais exercem sobre a humanidade.
IV. Vidal de La Blache criou uma doutrina, o Possibilismo, e fundou a escola francesa de Geografia. E, mais, trouxe para a França o eixo da discussão geográfica, situação que se manteve durante todo o primeiro quartel do século XX.

Estão corretos:

A. somente o item IV
B. somente os itens I e III
C. todos os itens
D. somente os itens II e IV

12. (UVA) Numa alusão aos princípios metodológicos da Geografia, podemos afirmar que o princípio em que o geógrafo compara as características da área estudada com a de outras regiões da Terra, estabelecendo as semelhanças e as diferenças é o:

(A) princípio da analogia, formulado por Karl Ritter e Vidal de la Blache.
(B) princípio da extensão, formulado por Frederico Ratzel.
(C) princípio da atividade, formulado por Jean Brunhes.
(D) princípio da causalidade, formulado por Alexandre de Humboldt.

13. (UVA)  A Geografia chamada Antiga, ou Nomenclatura, ou dos Viajantes, existiu até o século XVIII, mas não era uma ciência. Foi no século XIX, que graças às contribuições das escolas geográficas da Alemanha e da França, que a Geografia tornou-se uma ciência. Analise as afirmativas que tratam sobre os princípios e as escolas geográficas e coloque V nas frases verdadeiras e F nas frases falsas.

( ) Segundo o princípio da causalidade, o geógrafo só realiza a Geografia plenamente como ciência quando demonstra, comprove e explica o fenômeno estudado, evidenciando suas causas e consequências .
( ) Fazer analogia, em Geografia, é generalizar conclusões tirando as leis da Geografia Geral, é comparar acidentes ou fenômenos geográficos e também classificar grandezas dos acidentes ou fenômenos comparados.
( ) Frederico Ratzel admitiu o determinismo geográfico no relacionamento do meio com o homem, como se o meio fosse a causa e o homem a consequência. Para Ratzel, o homem é um produto do meio em que vive, subordinado, condicionado e fatalizado pelos imperativos fatores do meio natural.
( ) Paul Vidal de La Blache, defensor do princípio de extensão e do determinismo geográfico, é considerado o Pai da Antropogeografia.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A. V, V, F, F
B. V, V, V, F
C. F, V, F, V
D. F, F, V, V

14. (UVA)   “Apesar de o homem receber influências do meio onde vive, ele é capaz de modificá-lo e adaptá-lo às sua necessidades”.

Esta afirmação está de acordo com a teoria:

(A) determinista.
(B) possibilista.
(C) malthusiana.
(D) mais-valia.

Fonte: Conhecimento Geográphico, Geografalando, Rede Educacional.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...