9 de julho de 2013

Exercícios - Expansionismo marítimo-comercial

1) O mercantilismo, política econômica praticada pelos monarcas europeus na época moderna, teve como característica, a(o):
(A) liberdade de comércio.
(B) estimulo às importações de manufaturados.
(C) manutenção da balança comercial favorável.
(D) estímulo à agricultura.

2) São características do mercantilismo:
(A) livre cambismo, fomento às indústrias, balança comercial favorável.
(B) fomento às indústrias, tarifas protecionistas, metalismo, leis de mercado.
(C) livre cambismo, pacto colonial, intervencionismo estatal.
(D) comercialismo, tarifas protecionistas, intervencionismo estatal.

3) O “Bulionismo” ou entesouramento caracterizava a prática mercantilista do início dos tempos modernos. Tal prática pode ser entendida como:
(A) a exclusividade econômica garantida pelas metrópoles no comércio colonial.
(B) a disposição dos europeus em defender seus interesses econômicos por meio de sucessivos tratados.
(C) a intenção das nações ibéricas no sentido de liderar uma unificação econômica europeia.
(D) a disposição de procurar e acumular metais preciosos..

4) O expansionismo marítimo comercial e colonial da Europa relaciona-se diretamente com o Estado Absolutista. Essa relação pode ser descrita da seguinte maneira:
(A) A expansão marítima europeia foi um dos fatores de origem do aparecimento de governos centralizados e, portanto, responsável pela formação das primeiras monarquias nacionais.
(B) O Estado centralizado foi um pré-requisito para a expansão marítima europeia e esta, por sua vez, agiu como fator de fortalecimento do poder do Estado.
(C) A expansão marítima europeia foi a forma encontrada pela burguesia em crescimento para colocar suas atividades econômicas fora do Estado Absolutista.
(D) O Estado Moderno só teve condições de iniciar a expansão marítima, quando a burguesia se tornou a classe hegemônica política e economicamente

5) Na expansão da Europa, a partir do século XV, encontramos intimamente ligados à sua história:
(A) a participação da Inglaterra nesse empreendimento, por interesse exclusivo de Fernando de Aragão e Isabel de Castela, seus soberanos na época.
(B) a descoberta da América, em 1492, anulou imediatamente o interesse comercial da Europa com o Oriente.
(C) o tratado de Tordesilhas, que dividia as terras descobertas entre Portugal e Espanha, sob fiscalização e concordância da França, Inglaterra e Holanda.
(D) o pioneirismo português.

6) Entre as consequências da Expansão Marítima, NÃO encontramos:
(A) a formação do Sistema Colonial
(B) o desenvolvimento do eurocentrismo
(C) a expansão do regime assalariado da Europa para a América
(D) início do processo de acumulação de capitais, impulsionando o modo de produção capitalista

7) Sobre a expansão ibérica do século XV, leia as afirmativas abaixo:
I. A expansão marítima – colonizadora portuguesa do século XV foi influenciada pela cultura medieval, que afirmava a existência de lugares paradisíacos na Terra.
II. A empresa colonial envolvia: o caráter mercantil da burguesia, o espírito belicista da nobreza, o interesse do Estado moderno absolutista e o velho ideal cruzadista.
III. A circulação das riquezas oriundas das colônias ibéricas não despertou o interesse dos reinos da França, Holanda e Inglaterra que passaram a aprovar a validade do Tratado
de Tordesilhas e a investir em outras regiões.
IV. A emergência de outras potências marítimo-comerciais forçou Portugal a redefinir sua política colonial. Diminuiu-se a ênfase no comércio com as Índias e valorizou-se a colônia brasileira, ameaçada pelas frequentes expedições francesas.
Estão corretas apenas as afirmativas:
(A) I, II e III
(B) I, II e IV
(C) II, III e IV
(D) I, III e IV

8) Qual era o nome dado ao principal tipo de produto buscado pelos europeus durante o processo de Expansão Marítima? Dê quatro exemplos.

9) Cite quatro exemplos de instrumentos navais utilizados pelos portugueses durante a Expansão Marítima.

10) O que foi o chamado Périplo Africano?
Respostas:

8) Especiarias, como: cravo, canela, noz-moscada, pimenta.
9) Astrolábio, quadrante, bússola e balestilha.
10) Périplo africano foi a estratégia portuguesa que aconteceu no século XV e XVI para encontrar uma nova rota marítimo-comercial que ligasse a Europa às Índias (conjunto de terras no oriente) durante o período das grandes navegações. Essa estratégia consistia em dar a volta pelo sul da África para viajar em direção ao oriente (Índias). Esta rota é um resultado da expansão ultramarina de Portugal ao ver-se que com a construção de um estado moderno Portugal tornou-se um pioneiro das navegações.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário: